quarta-feira, 4 de maio de 2022

Crossdressing: hobby ou escape para aliviar o estresse

Traduzido de Gin kim

Por que você faz crossplay/crossdressing?
Bom, eu já tentei encontrar respostas para essa pergunta.
Então, por que estou fazendo uma continuação?
Eu só tenho um único ponto a trazer.

Digamos que você conheça um certo homem. Ele família dele: esposa e dois filhos. No entanto, ele está tendo um momento difícil com a vida. Ele está altamente estressado por conta do trabalho. Então ele se voltou para o álcool para aliviar o estresse. Quando ele está bêbado, ele abusa fisicamente da esposa e dos filhos. É assim que ele lida com o estresse na vida dele.

Você também conhece esse outro cara. Que também anda estressado com a vida. Para lidar com isso, ele usa drogas pesadas de vez em quando. Tendo problemas com dinheiro, ele acaba recorrendo ao roubo para conseguir se aliviar.

Ah sim, ainda tem aquele outro cara que é um workaholic. Ele raramente fica em casa com a família. Sempre ele está longe de sua família e por longos períodos de tempo, portanto ele lentamente se afasta deles. Então ele começa a ter um caso com uma colega de trabalho. Isso dá a ele uma excitação que ele não consegue encontrar em seu relacionamento com a esposa.

Isso soa mal para você?

Agora imagine esse último cara, mais uma vez estressado com a vida. Ele descobriu que ao se produzir como uma mulher ele se sente completo e relaxado. Ele recorre ao crossdressing de vez em quando para aliviar a tensão de dentro dele. Agora isso ainda soa tão mal assim?

Claro que eu estou comparando casos extremos com o cara do crossdressing. Mas se você parar e pensar com cuidado, perceberá que na verdade o crossdressing não é um hobby prejudicial nem um tipo de droga. A única coisa "ruim" sobre isso é a mentalidade da sociedade de que um cara só deve se comportar/parecer como um cara. E por se travestir, ele vira uma vergonha para a família.

Por que ficar chateado com a norma social?

Meu ponto é, crossdressing é realmente inofensivo. E também não significa que por uma pessoa ser crossdresser ele seja gay, pervertido ou até infiel à esposa. As pessoas realmente perigosas são aquelas que machucam os outros intencionalmente.

Gin kim, autora do texto
0 Comentário(s)
Comentário(s)

Nenhum comentário: