quarta-feira, 26 de setembro de 2018

Homem de orelha furada sem tabu

Incrível como um mísero furo na orelha de um indivíduo XY pode gerar um grande buraco na sua vida social. Eu achava que hoje em dia esse tema já estaria sanado, mas antes de começar a escrever esse artigo eu fiz uma pesquisa na internet a respeito de homens com a orelha furada e no geral fiquei em choque com as coisas que li... tenho a impressão que paramos no tempo!

Quer dizer, talvez pode-se dizer que houve um retrocesso mesmo pois o uso de brincos entre os homens era comum na Pérsia e na Grécia antiga, como pode ser observado nas ruínas de pinturas e estátuas da antiguidade. Piratas também são frequentemente associados ao uso de brincos, diz a lenda que ganharia um brinco aqueles que atravessem o Equador ou que rumassem para a América do Sul. Os índios também sempre usaram brincos como adorno ou como proteção.
No entanto em pleno século XXI ainda tem quem passe por preconceito por conta de um furo na orelha, eu mesmo já passei... lembro de quando eu tinha uns 16 anos (2004), a minha namorada me incentivou e me levou numa farmácia para eu furar as minhas orelhas. Fomos, furei, ela gostou e eu também. Ainda mais que eu era meio roqueiro, já usava 2 piercings (sobrancelha e língua), então por que não um par de brincos para complementar?

Pena que assim que eu cheguei em casa meu pai me fez tirá-los sob ameaça de eu perder o teto da casa dele. Dizia ele que a ordem foi por que eu não pedi permissão, mas eu sei bem o verdadeiro motivo, era o mesmo pelo qual eu não podia ter cabelo comprido enquanto morasse na casa dele, eu tinha que seguir a cartilha do macho padrão e ter "cara de homem"!

Bom, os anos se passaram. Eu saí de casa, encontrei outra companheira, casei e estava conseguindo sobreviver e me manter por conta própria. Então pensei: por que não um par de brincos agora? Furei novamente e estou assim a uns 6 anos, costumo usar um alargador de 2mm ou uma argolinha no dia a dia e adoro tanto esses adereços discretos quando estou de menino quanto as argolas gigantes que uso quando me monto!

Brincos, para mim, são os acessórios mais importantes por que são os primeiros a serem notados. Eles estão perto da altura dos olhos normalmente brilhando e chamando atenção. No post Acessórios, como usar! eu já escrevi um pouco a respeito de como usá-los de maneira mais feminina, nesse post vou focar mais na linha discreta do "visual masculino", então segue algumas dicas!

Como furar?
Por mais delicado que seja o furo na orelha ele não pode ser em qualquer lugar, tanto que hoje em dia a maioria das farmácias não realizam mais esse procedimento por conta das possíveis complicações de um furo no local errado ou de equipamento mal esterilizado. Pelos princípios da acupuntura só uma parte da orelha pode ser furada sem que cause problemas, então o furo deve ser feito em pontos neutros para evitar o desequilíbrio no corpo.

Na internet você vai encontrar diversos tutoriais de como fazer o furo por conta própria, mas a minha sugestão é que você vá em um local especializado e faça com um profissional, como os Body Piercer. Eu fiz com um body piercer e coloquei direto o alargador de 2mm. Vale lembrar que esse furo provavelmente vai te acompanhar por anos, então ele merece uma atenção especial.
Depois de furar é preciso ter cuidado com a cicatrização. Limpe o furo com soro fisiológico e sabonete, mexa no brinco uma vez ou outra por dia para não grudar a pele e opte por brinco de ouro ou aço inoxidável/cirúrgico no começo. Muitas pessoas possuem alergia a determinados materiais, tente descobrir se você tem alguma complicação com o material do seu brinco antes de furar. Agora se você furou e causou coceira ou criou casquinha, retire-o e procure um especialista para saber como tratar e não acabar com uma cicatriz definitiva ou um rasgo.

Modelos e estilos
Apresento a seguir algumas opções, escolha o tipo de brinco mais adequado ao seu estilo. Na hora de escolher saiba que não há uma regra: você pode usar brinco nas duas orelhas, em uma só, pode combinar com piercings ou fazer diversos furos. Quem faz seu estilo é você, escolha o que se sentir mais à vontade.

Brinco preto: o detalhe discreto na orelha destaca o visual. É fácil de combinar com as roupas e pode ser usado tanto em baladas quanto em ambiente de trabalho.

Argolas: esse modelo demonstra mais atitude. Uma argola pequena pode ser discreta e estilosa, argolas maiores chamam mais a atenção e são mais difíceis de compor o visual.

Brinco com pedra: um símbolo de status muito comum entre jogadores e artistas. Se você pode comprar um diamante, por que não desfilar com ele na orelha?

Brinco com pingente: aos poucos podemos ir ousando mais, né? Pode começar com uma cruz ou uma pena, mas existem diversas opções de pingentes estilosos!

Alargadores: nas tribos mais alternativas essa opção é bem comum. Os tamanhos variam de 2mm a vários centímetros e o processo tem que ser feito gradativamente. Vale lembrar que após um certo tamanho a deformação na orelha se torna definitiva.

Meus brincos: no dia a dia eu costumo estar com alargador de 2mm na cor prata ou preta e também adoto uma argolinha. Gosto da opção do alargador prata por que as vezes quando vou me montar eu só coloco uma argola grande no furinho do alargador e saio sem precisar tirar, muito prático!

Eu diria que essas opções são apenas a porta de entrada. Depois que a orelha está furada você pode partir para qualquer tipo de brinco. Já vi rapazes mais ousados com brincos grandes e coloridos e achei demais! Antes de fechar não esqueça de responder a enquete sobre orelha furada!

1 Comentário(s)
Comentário(s)

Um comentário:

Rose Bleue disse...

Eu acho muito legal usar brincos, tanto como homem, quanto como mulher. Mas não tenho vontade de furar as orelhas. Eu sou meio "naturalista", não quero furar orelhas, nem por piercing, tatuagens, etc. kkk

Isso meu é mais uma questão pessoal do que por preconceito mesmo (cheguei num estágio da vida que já tô cagando a andando pra opinião dos outros Kkk).

Você já tem algum artigo sobre brincos de pressão?