quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Ser um homem feminino não tem nada demais

Quanto eu comecei a pensar em escrever o blog, fui inspirada pela música Masculino e Feminino (1983) do casal Pepeu Gomes e Baby do Brasil (um casal hétero, por sinal) para dar título ao blog. Para quem não conhece:

Olhei tudo que aprendi
E um belo dia eu vi
Que ser um homem feminino
Não fere o meu lado masculino
Se Deus é menina e menino
Sou Masculino e Feminino

Pelo que pesquisei, a inspiração para a letra surgiu por que, na época, o Pepeu cuidava das duas filhas novinhas e dos afazeres da casa enquanto a Baby estava envolvida com o trabalho e, se tratando do Brasil de mais de 30 anos atrás, era uma situação absurda. No fim a música foi um sucesso e acabou se tornando um hino de libertação pois a sua letra simples e lúdica questiona o que a nossa cultura machista tenta nos impor diariamente.

Desde que a música foi lançada dá pra dizer que alguma coisa mudou na nossa cultura, mas ser um homem feminino ainda é um grande tabu. E quando digo homem feminino me refiro a qualquer desvio do cisgênero padrão.
E eu pergunto: qual é o problema de ser um homem feminino?

Para alguns isso parece uma afronta por tratar de rebaixar um homem ao nível de uma mulher, uma visão ridícula que menospreza o sexo feminino. Para uns egoístas parece que fazemos isso exclusivamente para tentar enganá-los, como se fosse algum mérito conquistar um macho. Para outros isso vai contra a natureza do ser humano, eles só não percebem que a nossa racionalidade nos abriu as portas para muito além de nascer, crescer, procriar e morrer, ou será que bater ponto e prover dinheiro para a família sempre fez parte da natureza do homem?

Pessoalmente não consigo enxergar nenhum problema. Vivo seguindo as leis da nossa sociedade, meu caráter é respeitado pelas pessoas a minha volta, não ofendo ninguém com o que faço e, de quebra, contribuo muito com a economia (já pensaram o quanto não movimentamos no mercado da moda e da beleza?). Talvez por isso hoje eu consigo vivenciar esse meu lado feminino sem nenhum sentimento de culpa.

Então se você tem esse lado feminino dentro de você, ou qualquer lado "fora do normal", não se sinta pressionado a ser alguém diferente. As nossas liberdades individuais precisam ser asseguradas e estar bem consigo mesmo deve vir antes de qualquer coisa, sem contar que julgamento alheio não leva nada a lugar nenhum.

Essa semana o blog O Homem Feminino completou 2 anos de vida e eu me sinto muito feliz em saber que todo dia aparecem mais e mais pessoas que compartilham esse estilo de vida. Espero continuar atendendo as expectativas de quem vem me visitar e sonho com o dia que poderemos nos expressar sem nenhum tipo de preocupação =)

Segue uma fotinha do meu ultimo ensaio
0 Comentário(s)
Comentário(s)

Nenhum comentário: