quarta-feira, 10 de agosto de 2016

O Presente

A festa estava marcada para o próximo sábado e se tratava de uma festa de aniversário. Essas foram as únicas informações que Bia recebeu. Ela também recebeu um espartilho e lhe foi indicado que estivesse com ele por debaixo do vestido no dia da festa.

Para falar a verdade, ela recebeu essas informações e esse espartilho da Susan ainda quando estava de boy. Recentemente o jovem professor de ioga se sentiu confortável o bastante para contar à sua aluna (e ficante) sobre esse seu outro lado e, pelo que parece, isso despertou uma curiosidade impressionante por parte dela!

Quando ficaram pela primeira vez a moça já tomou controle da situação enquanto ele deixou seu lado submisso fluir e depois de receber uma delícia de boquete acompanhado de uma dedada veio uma enorme vontade de se abrir sobre a Bia. Ele sentia que teria uma reação positiva por parte dela, e não deu outra! Após contar e mostrar uma foto do celular (seu plano de fundo) a moça decidiu tratar ele como homem somente durante as aulas de ioga.


Bia não sabia ao certo onde se amarrou. Tanto que depois de se abrir, ele não sabia ao certo que tipo de relacionamento virou a delas. Seria uma amizade colorida de amigas? Um namoro lésbico? Ou seria apenas uma ficada prolongada e divertida? O importante é que ambas estavam curtindo juntas e no próximo final de semana elas iriam sair publicamente como Susan e Bia nesse aniversário!


Chegou o dia da festa e ela entrou na casa já toda produzida com um vestido de oncinha curto, salto alto rosa com uma tira no tornozelo, espartilho e meias 7/8 na cor branca, unhas pintadas de rosa e cabelos loiros compridos. Susan estava com o mesmo modelo de espartilho e meias, porém com um vestido azul, scarpin azul marinho, unhas vermelhas e cabelo preso.

A princípio achou que ambas chegaram cedo demais pois foram as primeiras a chegar na festa, mas logo descobriu que os únicos convidados foram ela, a Susan e o aniversariante. "Que tipo de aniversário seria esse?", ela se perguntava, e a Susan logo explica tudo simplesmente dizendo "Nós somos o presente". Assim caiu a ficha para a Bia.

Nem deu tempo para processar direito o que estava acontecendo. Eles estavam numa sala de estar e o aniversariante foi de encontro com a Bia e tascou-lhe um beijo na boca enquanto percorria a cintura dela com as mãos. Não posso dizer que o tesão começou nesse momento por que aquele espartilho por de baixo da roupa já estava atiçando os desejos dessa menina, no entanto garanto que ela se soltou rapidinho!

Quando menos esperava, ela foi jogada no sofá e o rapaz foi para cima dela e continuou a beijando sem parar. Susan, ainda de fora, começou a acariciar o aniversariante, que foi devagar se sentando e se acomodando no sofá sem parar de beijar Bia. Assim que ele se acertou, Susan abriu o zíper da calça e colocou tudo na boca.

Bia notou que o aniversariante estava gemendo forte e que o carinho foi ficando cada vez mais intenso. Quando ele desceu para beijar o seu peito, finalmente notou a amiga subindo e descendo os lábios no membro dele e até se assustou com o tamanho pois imagina onde aquilo vai acabar entrando no decorrer da noite. Resolve então retirar o vestido e ficar só de lingerie.

A cena estava tão intensa que o pênis da Bia ficou ereto mesmo enquanto dobrado para trás, o que estava causando um certo desconforto. A solução foi puxar a calcinha para o lado e tirar ele para fora! O seu membro não é tão grande quanto o do rapaz, no entanto estava todo depilado e pronto para entrar na brincadeira. Susan parou de chupar o aniversariante e o trocou pela Bia, que não deixou aquele grande garoto parado e logo começou a masturbá-lo. Troca de atenções quase orquestrada!

Não bastou acariciar com as mãos. Estava tão bonito ele ali na sua frente. Melhor continuar o que a parceira parou. Se for pensar bem ela até forçou Bia a ficar com o aniversariante. Mas de uma forma bastante agradável de joelhos, na sua frente. Tão agradável que dificultou manter o controle do que estava na sua boca. Quando ela ficava parada um pouco, ele colocava a mão atrás da cabeça dela e fazia o movimento. Aqueles 19cm foram de engasgar.

Sua salvadora se ergueu do chão e colocou a cabeça ao lado da amiga para compartilhar o momento. Mal deu tempo de recuperar o fôlego e as posições são trocadas. Susan sobe e fica de quatro no sofá chupando Bia, que agora deita, enquanto o aniversariante vai para trás da Susan. Não demorou para o aniversariante querer a Bia no lugar da Susan, o sabor do diferente parece ser mais gostoso. E ele foi bastante imperativo ao dizer "Bia, quero você aqui de quatro".

Bia e Susan trocam de posição. O aniversariante abusa no lubrificante tanto nele quanto na Bia e penetra devagar. Bia vai sentindo o ânus se abrindo e abocanhando o membro do rapaz. Pouco a pouco ele foi penetrando. Até que Bia pôde sentir os pelos roçando na sua bunda. Se não bastasse, Susan logo começou a chupá-la. Bia se entrega completamente.

Hora ou outra ela ouve a aluna chamando ela de "vadia" e "safada" enquanto pausa para respirar. O aniversariante, porém, estava quieto. Provavelmente para se concentrar na pegada forte que fazia Bia gemer como uma meretriz experiente. Ela aguentou bem aquilo tudo dentro dela. Diz o aniversariante que algumas mulheres não aguentaram e já "pediram para sair". Mas não Bia. Ela se entregou e sentiu muito prazer.

Num determinado momento o gemido da Bia denunciou seu orgasmo. Susan recebeu tudo direto na boca. Logo em seguida o aniversariante fala "Agora as duas de joelhos na minha frente, chegou a minha vez de presentear vocês". Bia e Susan se alinharam na frente dele ajoelhadas no chão. Ele até tentou começar a se masturbar, mas elas não deixaram. Uma começou a beijar o membro enquanto outra chupara o testículo dele, chegou a vez dele gemer.

Ele gentilmente afasta um pouco as duas, segura seu membro, dá uma ultima chacoalhada e derrama a porra toda sobre elas. Por incrível que pareça, ele conseguiu despejar na boca de cada uma e ainda lambuzar a cara das duas. Bia nunca tinha visto uma ejaculação dessas, mas gostou bastante do presentinho.

Presente foi entregue. O aniversariante ficou feliz. As meninas lambuzadas de felicidade. A noite acabou bem. Uma semana depois a aluna ainda não parou de chama-la de "vadia" e "safada" e uma certa dorzinha atrás não deixa ela esquecer a experiência.



0 Comentário(s)
Comentário(s)