quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Um passeio pelo shopping

Depois de chegar em casa, Pedro sentiu que o ambiente estava muito mais tranquilo que o normal.
Ele esperava encontrar os filhos, ajudar nas tarefas do dia a dia, jantar, relaxar com a esposa um pouco na frente da televisão e dormir para se preparar para o dia seguinte, mas assim que chegou em casa ele pode sentir o silêncio e, por acaso, se lembrou de uma mensagem que a esposa enviou mais cedo e que mal conseguiu absorver a informação, ela dizia:

"Vou levar as crianças na festinha de aniversário da Luíza, vou deixar essa noite para você se libertar um pouco ;) "

Neste momento caiu a ficha do Pedro, ele estava tão preocupado com os assuntos do dia a dia que havia se esquecido dar espaço para a Anna se libertar durante um bom tempo. Neste momento ele se pergunta:

- O que a Anna poderá fazer hoje?

Ainda sem saber o que faria, ele aproveitou para entrar no banho. A água quente ajuda a fluir os pensamentos e se soltar. Ele fez a barba e abusou do sabonete liquido de fragrância doce. Ao sair do banho, estava decidida "Vou passar no shopping, quero experimentar um vestido que vi!".

A Anna estava no controle, já sabia que roupa irá escolher e mais ou menos a maquiagem que irá preparará para hoje. Saindo do banho o primeiro passo foi a seção de hidratação, mesmo por que é difícil manter a pele depilada e bem cuidada, em seguida veio a roupa:

- Vejamos, tinha pensado nessa saia jeans, com essa blusinha... humm, acho que não, que tal essa outra? Talvez... Por que não essa calça legging? Bonito, mas quero praticidade para o provador, então volta a saia.

Acabou ficando: saia jeans, meia fina escura, botinha de cano baixo, baby look branca e jaquetinha de couro. Essa primeira parte foi fácil, agora vem a maquiagem. Anna tinha salvo alguns tutoriais no youtube e resolveu testar uma maquiagem natural:

- Natural? Com 4 tons de base e 6 tons de sombra? Tá bom.

Não foi de primeira, essas coisas nunca são tão fáceis quanto parecem, mas fazer o que se Anna não teve muito tempo para praticar as suas habilidades. Logo depois veio a peruca, ela estava com o penteado bem definido pois recentemente foi lavada. E por fim, após aprimorar o look com uns acessórios, Anna estava pronta!

- E agora, vou mesmo? - Anna, estava prestes a abrir a porta de casa e ficou pensando um pouco.
- Sim, vai dar tempo, vou mesmo! - Anna saí de casa decidida, entra no elevador, segue direto até o subsolo, entra no carro e saí.

Desde o momento que saiu de casa, Pedro já não pensa em mais nada. Não lembra do trabalho, esquece daquela conta que veio mais alto nesse mês, do vizinho barulhento e até mesmo das coisas boas da sua vida. Neste momento ele só quer aproveitar o seu momento de liberdade!

Chegando no shopping o questionamento "vou mesmo?" nem chega a passar por sua cabeça. Saí decidida do carro, checa a maquiagem e o visual no reflexo do carro e segue o passeio.

Poder andar com o salto no estacionamento ouvindo o toc toc das passadas traz sempre uma sensação muito agradável. Entrar naquele lugar cheio de gente até pode parecer estranho, mas ela sabe que cada um esta mais preocupado com o seu cotidiano e que será somente mais uma pessoa.

Pode parecer estranho querer ser somente mais um na multidão sem ser notado, mas essa é a razão do sentimento de liberdade da Anna! Ela anda pelo shopping inteiro, entra na loja que queria, pega aquele vestido que o Pedro a tinha lembrado mais cedo e uns outros três que lhe chamaram a atenção, vai tranquilamente no provador, experimenta um por um até que...

- Moça, pode me ajudar? Anna estava com problemas com o zíper.
- Claro, sem problemas. Respondeu a atendente que gentilmente conseguiu soltar o zíper.

Vestido com zíper nas costas as vezes dão trabalho, ainda mais esse que especificamente era um modelo nadador com um pequeno corte na parte da frente que deu uma boa acinturada na Anna e, por acaso, combinava com um sapato preto de salto hiper alto que estava guardado no armário. Não deu outra, ela tinha que levar!

Após pagar pela roupa, Anna já tinha visto o que queria, comprado o que queria e agora só faltava tomar um café! O processo de montagem e a ansiedade fez ela pular o jantar, então um café e um docinho vieram em ótima hora.

Após a jornada, Anna voltou pra casa, se encontrou com o silêncio mais uma vez, curtiu mais um pouquinho o seu momento e se desmontou. Pedro está de volta, totalmente recarregado e pronto para encarar todos os próximos desafios, desde receber os filhos cheio de energia após se entupirem de brigadeiro até agradar a esposa mais tarde em seus momentos íntimos...
0 Comentário(s)
Comentário(s)

Nenhum comentário: